Qualidade de vida: o que é e como alcançá-la

Qualidade de vida: o que é e como alcançá-la

Muito se fala sobre qualidade de vida, mas realmente sabemos o que esse termo significa? Ele está relacionado à saúde, exercícios físicos e satisfação pessoal. Entretanto, vai muito além disso, e outros fatores também devem ser levados em consideração.

É muito comum avaliar uma cidade analisando se seus habitantes têm ou não qualidade de vida. Em grandes centros, por exemplo, algumas pessoas dizem que há muito trânsito, alto custo de vida, ou que o local tem alto índice de criminalidade. 

Nesses casos, a conclusão final normalmente contém a frase: a qualidade de vida é ruim. A seguir, vamos aprofundar a conversa sobre os significados desse conceito.

O que é qualidade de vida?

Afinal, o que é qualidade de vida? A definição da Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que é “a percepção do indivíduo de sua inserção na vida, no contexto da cultura e sistemas de valores nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações”.

Portanto, o conceito de qualidade de vida engloba tópicos como saúde, alimentação e atividades físicas. No entanto, também está diretamente relacionado à forma como o indivíduo se relaciona e se coloca no mundo. Ter uma boa qualidade de vida significa estar satisfeito com a sua vida cotidiana.

Qualidade de vida X padrão de vida

A definição de qualidade de vida é diferente da definição de padrão de vida. É importante enfatizar isso porque há muitas “receitas prontas” que ensinam como aumentar a qualidade de vida, mas que estão diretamentes relacionadas a determinado padrão.

Por exemplo, para alcançar a qualidade de vida não é necessário ter uma casa grande ou viajar três vezes ao ano. Aliás, existem pessoas que não gostam de viajar, e ter uma grande residência para viver sozinho ou em casal muitas vezes não faz sentido.

Algumas fórmulas defendem a necessidade de que determinadas metas e bens materiais sejam conquistados para ter qualidade de vida. Entretanto, isso costuma gerar frustração e é importante lembrar que ter um padrão de vida alto não é garantia de bem-estar.

Vale ressaltar que a qualidade de vida está ligada diretamente a valores e satisfações pessoais. Por isso, cada um deve buscar uma rotina e metas que façam sentido para si mesmo.

Saúde e qualidade de vida

Ao contrário do que muitos pensam, ter saúde não é apenas estar livre de doenças. Segundo a OMS, ter uma boa saúde significa estar com a mente, o corpo e a vida social saudáveis. Então, é importante cuidar desses três pilares.

Saúde, atividade física e qualidade de vida estão diretamente relacionadas. Isso porque pessoas sedentárias possuem mais chances de desenvolver doenças crônicas, como diabetes e problemas cardiovasculares. Portanto, praticar exercícios físicos regularmente é uma forma de cuidar da sua saúde e da qualidade de vida.

Saúde mental

Outro problema que atinge muitas pessoas além do sedentarismo é o estresse. O estresse contínuo apresenta diversas consequências, como insônia, transtornos alimentares, prisão de ventre e envelhecimento precoce. Por isso, é importante entender qual é a sua causa e fazer o possível para mudar esse cenário.

A relação entre saúde e qualidade de vida é extensa. Cuidar da saúde mental é, também, cuidar do próprio corpo. Diversos médicos e cientistas estudam a relação entre corpo e mente, e ambos merecem cuidados contínuos. 

Uma rotina organizada, boa qualidade de sono, exercícios e meditação são algumas atitudes que ajudam a cuidar da saúde mental. Uma mente saudável é mais um passo em direção a uma saúde completa, considerando todos os seus pilares.

Como aumentar a qualidade de vida

A qualidade de vida está relacionada com a satisfação de cada pessoa com a sua vida pessoal. Entretanto, alguns fatores podem auxiliar aqueles que buscam aumentar a sensação de bem-estar.

  • Faça exercícios regularmente;
  • Mantenha uma boa alimentação: evite produtos industrializados ou hambúrgueres muitas vezes na semana;
  • Separe um tempo para o lazer;
  • Tire férias do trabalho,
  • Tome sol.

Essas são algumas atitudes que, ao serem realizadas regularmente, ajudam a aumentar a qualidade de vida. O período de lazer é fundamental, pois permite a exploração de habilidades como a criatividade. Além disso, é uma oportunidade para focar nos seus hobbies e outras atividades que não estão ligadas à vida profissional.

Lembre-se: é necessário tirar férias do trabalho. Além de reduzir o estresse, o momento proporciona novas experiências e é um tempo para cuidar de si. No dia a dia, atenção às jornadas de trabalho que vão muito além do seu horário, pois isso pode ser prejudicial. Afinal, a qualidade de vida no trabalho é essencial.

Encontre a sua qualidade de vida

Qualidade de vida pode ser ir ao trabalho, fazer exercícios, cozinhar e descansar — tudo em um mesmo dia. Por outro lado, também pode ser trabalhar, encontrar os amigos e visitar uma exposição. Outra opção é chegar do trabalho, assistir séries e jantar.

Ou seja, esse conceito está diretamente ligado aos prazeres pessoais de cada um. Por isso, o autoconhecimento é ferramenta fundamental para melhorar a própria qualidade de vida. 

Entretanto, vale lembrar que alguns pontos são comuns para todas as pessoas, como a importância da saúde física e mental. Transtornos de ansiedade e doenças como a depressão prejudicam a qualidade de vida, por exemplo. 

Então, esteja atento aos sinais do seu corpo. Ao apresentar sintomas, você pode contar com o POP Saúde para marcar consultas que cabem no seu bolso.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *